sete de dez: o encanto de uma estória


Há livros cabeça. Outros, um painel poderoso da vida de todo um país ou o retrato acabado de uma época. E há sempre espaço para o encantamento de uma estória bem contada, a narrativa fluída, a magia ancestral de ouvir acontecidos ao pé do fogo. A estória que nos compensa a tristeza e nos resgata da insônia.

Jorge Amado foi um dos mais talentosos romancistas do grupo seleto de mágicos com esses poderes. E em sua obra tão colorida e vívida, A morte e a morte de Quincas Berro d' Água é puro encanto.

Quantas vezes voltei ao texto para acompanhar Quincas e seus condutores na ronda de despedida aos amigos, aos amores, às ladeiras e vielas caminhadas em passos tortos.

E para cumprir com as regras do jogo, convido Mariana para se deixar levar por um tempo por essa aventura única da vida na morte.


©2017 criado por Afonso José Sena Cardoso