um belo livro


Waltercio Caldas é um dos melhores artistas visuais contemporâneos. Seu trabalho sempre vale a ida ao museu ou à galeria. Nem sempre, porém, um bom trabalho deriva em um bom livro. Os desenhos de Waltercio são um exemplo de êxito nessa empreitada. Deram um belo livro ,com texto de Lorenzo Mammi.

Mammi pontilha o inesperado encontro, ao final de uma ampla desmontagem da arte em seus suportes mais tradicionais de que Waltercio e sua geração participaram, dos traços de um desenho limpíssimo e instigante. Argumenta que o desenho, ao contrário da pintura, da esculturan e - acrescento - do objeto não se "sustentaria sozinho". Não representa, não substitui o objeto, o sentimento, a pessoa que designa, assinala, indica. Talvez por isso mesmo - divago - sirva tão adequadamente à expressão da arte conceitual.

Reflexões à parte, que prazer percorrer o livro, deter-se nos trabalhos de Waltercio, e deixar solta a imaginação. Afinal - volto a Mammi - "ideias traçadas no desenho podem se roenar esculturas, adquirir até dimensões monumentais, mas o desenho em si, nunca sai do papel, como o pensamento ou a linguagem. É nele, contudo, que tudo toma corpo."


©2017 criado por Afonso José Sena Cardoso