os suicidas


Se O Jantar Secreto surpreendeu pela maturidade, Suicidas - anterior - confirma que o jovem Raphael Montes nasceu pronto. Ah, essa nova geração...

Dizer que Raphael, colunista de O Globo, escreve literatura policial não é descrição suficiente. Roman Noir é sempre uma possibilidade. Um quase “outros” em que se categoriza o que escapa à classificação mais óbvia. Assim como O Jantar Secreto revela-se uma alegoria fascinante de nossa sociedade agora, e, em particular, da chamada elite, Suicidas que tem uma estrutura mais clara de engenhosa novela de mistério (fica pro final a resposta do quem e como foi), mostra-se um retrato apurado e sem vestígios de autocomplacência da geração do Autor.

Trabalho acabado. Prova a mais - se ainda fosse necessária - do enorme talento desse escritor que enfrenta, com sensibilidade e fina capacidade de análise, realidades, mitos, fantasias e fantasmas de sua geraçao, ou, mais precisamente, de todos nós.


©2017 criado por Afonso José Sena Cardoso